QG

OPERAÇÕES

CONCEITO

Indiferente ao seu tamanho ou escala de emprego a qual será utilizada, uma operação é uma ação coordenada em resposta a uma determinada situação, em geral a resolução desta ação esta envolvida com questões de proteção do estado.

O tipo de operação por vezes, pode inclusive determinar qual

a escala ou modelo de guerra, que uma determinada unidade militar irá combater, quais necessidades de armas ou braço de armas, tipo de apoio ou mesmo necessidade de forças estrangeiras ou locais como elementos aliados.

É importante tanto os líderes, corpo operacional e pessoal de produção de conteúdo entender os conceitos base, para que assim produzam, planejem e realizem a ação com a realidade que determinada operação necessita.

CONCEITOS ESTRATÉGICOS

Junto a nomenclaturas reais, organizamos alguns conceitos virtuais da plataforma e assim criamos uma co-relação com aos reais os quais estimulamos todo o corpo a compreender, aprimorar e produzir, assim são esta base:

1 - TG ou Teatro de Guerra, é todo espaço geográfico do cenário, em terminologia do jogo, a ilha propriamente dita.

2 - TO ou Teatro Operacional / Teatro de Operações, assim entendemos que o TO, pode ainda ser terrestre (TOT) ou marítimo (TOM). Entenda como TO uma larga área de tamanho superior a uma Zona de Combate. 

 

Dividimos assim o TG em 4 partes iguais, criando o que denominamos como quadrantes. Assim em essência o TO será um ou mais quadrantes de uma determinada ilha.

3 - ZI ou Zona de Interior, são partes de um território nacional ou de fronteira não inclusos no TG. 

Seguindo o conceito do jogo, as fronteiras bases serão os 4 pontos extremos de cada pedaço da ilha (norte, sul, oeste e leste), podendo ainda usar suas subdivisões colaterais (noroeste, nordeste, sudeste, sudoeste). Estas zonas podem ser usadas como rotas de reforço aliado, evasão, invasão, reforços inimigos ou mesmo alternância de cenários de fronteira, tudo depende na realidade apenas de criatividade.

4 - Zona de Combate, são áreas marítimas, terrestres e espaço aéreo dentro da área de conflito, entende-se esta como toda a frente dos limites de retaguarda dos exércitos de campanha, tal como estende-se pelo território inimigo desde a linha de contato até alcance máximo das armas de unidade.

Dentro da plataforma, configuramos a zona de combate como uma pequena porção dentro de todo o TO, sendo que este tipo pode subdividir-se em Zonas de Ação de Exércitos, afim de manter a supremacia, controle e divisão dos elementos de força e logística dentro de todo o estratagema militar.

5 - ZA ou Zona Administrativa, compreende como a porção de área entre a retaguarda das forças de combate dentro de uma ZC e o limite posterior do TOT, onde localizam-se as principais instalações, unidades e órgãos necessários para apoio logístico e do conjunto de forças de campanha.

Em termos de jogo, a ZA é o ponto estratégico onde fica a maior base aliada do cenário e em geral perto de Zonas de Interior ou objetivos de interesse as forças aliadas. Entre um TOT e uma ZA podemos ter áreas de cabeça de ponte, postos avançados, postos de controle e até bases de modelos menores como citados no ORBAT A3CN.

Os conceitos base acima, são apenas para definições de nível estratégico e enriquecimento para os detalhes repassados ao operacional, contudo podem ser fortemente usados quando em combates entre exércitos. 

CONCEITOS TÁTICOS

Consideramos o nível tático o modelo mais básico, contudo é o foco principal da plataforma ARMA 3, visto que a mesma comporta no máximo pequenos modelos de forças, sejam estas combinadas ou de apenas um escalão.

Assim usamos as definições básicas de infantaria e sua relação base de emprego com os modelos de patrulha, para que líderes e produtores de conteúdo direcionem o tipo de ação tática que cada fração poderá adotar dentro de cada operação. 

Entendamos que patrulha "é uma força com valor e composição variáveis, destacada para cumprir missões de reconhecimento, de combate ou da combinação de ambas."

PATRULHAS DE RECONHECIMENTO

1. Reconhecimento de um ponto

2. Reconhecimento de área

3. Reconhecimento de intineráio(s)

4. Vigilância

5. Reconhecimento de uma força

PATRULHAS DE COMBATE

1. Inquietação

2. Oportunidade

3. Emboscada

4. Captura (prisioneiros ou material)

5. Interdição

6. Suprimento

7. Contato

8. Segurança

9. Destruição

10. Neutralização

11. Resgate

EXTENÇÃO 

As patrulhas ainda podem ser direcionadas a operem de duas maneiras: 

Patrulhas de curto alcance, atuantes dentro da área de influência do escalão que a lança.

Patrulhas de longo alcance, atuantes dentro da área de interesse do escalão que a lança.

INTELIGÊNCIA

Toda e qualquer força militar, seja esta regular ou especial, cujos os seus pilares doutrinários são a guerra, se lançará ao combate com informações úteis para que o emprego da força, recursos orgânicos e bélicos sejam otimizados com a máxima garantia possível de sucesso não apenas da missão, mas do resguardo com os elementos do componente militar. 

Tendo a premissa acima como verdadeira, antes de qualquer decisão de lançamento de um escalão dentro do Teatro de Guerra faz saber a todos os envolvidos no planejamento, informações básicas, tais como:

1. Situação Geral

2. Situação Particular

3. Forças Aliadas

4. Forças Inimigas

5. Missão

6. Execução

7. Meios

8. Sinalizações e Comunicações

9. Regras de Engajamento

ATRIBUIÇÕES DO COMANDO

Entendido os conceitos estratégicos e táticos é dever agora do comando a responsabilidade de lançar as patrulhas dentro de todo teatro operacional, cabe assim a este:

a. Formular a missão;

b. Designar o comandante da patrulha;

c. Emitir as ordens necessárias;

d. Estabelecer medidas de controle;

e. Coordenar, apoiar e fiscalizar o cumprimento da missão;

f. Receber e divulgar os resultados da missão;

g. Explicar sua intenção e a do escalão superior, quando for o caso, ao comandante da patrulha;

h. Definir as regras de engajamento durante as diversas fases da missão;

i. Definir as condutas a serem adotadas em caso de ocorrência de prisioneiros de guerra (PG) e mortos inimigos;

j. Dirimir as dúvidas dos comandantes da patrulha.

NOTAS PESSOAIS

Como comando em exercício, digo que esta é apenas a ponta de todo iceberg, ainda há muito a praticar e documentar, principalmente no nível estratégico, contudo o corpo atual de jogadores deste grupo vem se moldando e formatando-se desde sua criação, a qual começou como um grupo 4fun e hoje diariamente vem evoluindo em prol de partidas mais técnicas, compassadas e bem planejadas, esperamos que para 2019 à 2020 tenhamos mais materiais ou mesmo emprego para os materiais adicionais, deixo aqui expresso meu agradecimento pessoal a todo o corpo que aqui esta e que por aqui passou, gratidão, Col. Noface Spectro.

Acima alguns vídeos produzidos por jogadores ou ex-jogadores de algumas de nossas partidas. 

© 2018  MESA DE GUERRA

coopnights@gmail.com    Base Machado Corte Real Altis, Almyra

  • Facebook Basic Black